top of page
  • Foto do escritorMari Guedes

Saúde - Farmácias das unidades de saúde municipais ofertam gratuitamente canetas de insulina

Farmácias das unidades de saúde municipais ofertam gratuitamente canetas de insulina para pacientes com diabetes

Material é fundamental no tratamento da doença. É fácil de ser utilizado e oferece comodidade e precisão na aplicação


O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece, na capital, diagnóstico e tratamento para pacientes com diabetes, síndrome metabólica causada pela produção insuficiente ou má absorção de insulina (hormônio que regula a glicose no sangue e garante energia para o organismo), resultando no aumento do açúcar no sangue.

As canetas de insulina humana NPH e Regular para o tratamento do diabetes são fornecidas gratuitamente desde 2019 nas farmácias das unidades de saúde do município. Além de acessíveis, são muito fáceis de serem utilizadas e oferecem maior comodidade e precisão na aplicação.

Quem deseja receber as canetas na rede SUS precisa se enquadrar nos critérios abaixo:

• Pacientes com Diabetes Mellitus do tipo 1, independentemente da faixa etária;

• Pacientes com Diabetes Mellitus do tipo 2 na faixa etária menor ou igual a 19 anos;

• Pacientes com Diabetes Mellitus do tipo 2 na faixa etária maior ou igual a 50 anos;

• Pacientes com Diabetes Mellitus do tipo 2 grávidas ou puérperas, independentemente da faixa etária;

• Pacientes com Diabetes Mellitus do tipo 2 que apresentem limitações de membros superiores que impossibilitem o preparo e uso da insulina frasco, independentemente da faixa etária;

• Pacientes com Diabetes Mellitus do tipo 2 em pacientes com prejuízo na acuidade visual que impossibilite o preparo e uso da insulina frasco, independentemente da faixa etária;

• Pacientes com Diabetes Mellitus do tipo 2 em pacientes com dificuldades de preparo da insulina frasco no ambiente de trabalho, independentemente da faixa etária, conforme avaliação da equipe de saúde.

Tratamentos

O tipo 1 de diabetes ocorre com o aumento da taxa de glicose no sangue, por conta da falta de produção de insulina pelo pâncreas. O tratamento é feito por meio de aplicação diária de insulina, além da recomendação de praticar atividades físicas regularmente e ter uma alimentação adequada.

Quando há o aumento da taxa de glicose no sangue, decorrente de uma resistência do organismo à ação da insulina ocorre o tipo 2, mais comum. O tratamento inclui medicamentos orais, podendo ser necessário também, após um tempo, o uso de insulina. Fazer atividades físicas e ter uma alimentação adequada são recomendações importantes, assim como no tipo 1.


Para obter mais informações e receber a orientação adequada sobre o fornecimento do material, procure a unidade mais próxima de sua residência com ajuda da ferramenta Busca Saúde.




6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page